Living by faith

A JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ E PAZ COM DEUS-JUSTIFICADOS, POIS, MEDIANTE A FÉ, TEMOS PAZ COM DEUS POR MEIO DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO;POR INTERMÉDIO DE QUEM OBTIVEMOS IGUALMENTE ACESSO, PELA FÉ, A ESTA GRAÇA NA QUAL ESTAMOS FIRMES;E GLORIAMO-NOS NA ESPERANÇA DA GLÓRIA DE DEUS. (Rm.5.1-2) NÃO HÁ ARRECADAÇÃO FINANCEIRA EM NOME DESTE BLOG. APÓS A LEITURA DOS ARTIGOS, APENAS EXPONHO O NÚMERO DAS CONTAS BANCÁRIAS DE AGÊNCIAS DE MISSÕES E MISSIONÁRIOS PARA QUE VOCÊ CONTRIBUA COM AMOR, SE ASSIM DESEJAR!

Cristãos inocentes são acusados de blasfêmia, "Querem nos obrigar a seguir o islamismo, usando a força e a violência"

16_pakistan_0380006567
Desde 2013, o APUC (All Pakistan Ulema Council – Conselho Geral de Ulemá no Paquistão), vem intervindo em 23 incidentes que envolveram cristãos acusados ​​de blasfêmia. De acordo com Tahir Mahmood Hafiz Ashrafi, o presidente da APUC, um grupo representativo de líderes muçulmanos, tem sido muito influente na vida pública paquistanesa.
Cristãos sofrem desproporcionalmente com o abuso da aplicação das leis de blasfêmia, mesmo quando as acusações não são registradas publicamente. Há dois anos, após a violência em Joseph Colony, uma comunidade cristã de Lahore, quando cerca de 112 casas foram saqueadas e incendiadas por aproximadamente dois mil manifestantes, representantes muçulmanos asseguraram que não haveria mais o uso indevido das leis citadas.
Relatórios da Portas Abertas explicam: "Houve organização de cursos para os líderes do islã, com a exposição das leis e as formas como deveriam ser aplicadas. Mas as notícias continuam mostrando que cristãos são chicoteados injustamente, suas casas invadidas e suas famílias aterrorizadas. Há relatos de ataques em que os rebeldes aparecem com pedaços de pau e todo o tipo de arma improvisada".
Masih, um dos cristãos disse a um analista: "Não estamos pedindo argumentos religiosos, nós só queremos que parem de nos perturbar e que deixem nossos filhos em paz. Enquanto nós defendemos nossa fé, eles nos acusam de blasfêmia. Alguns deles negam para nós até a água da mesquita, dizendo que só podemos beber se voltarmos para o islã. Essa é a diferença entre o islamismo e o cristianismo: na Bíblia nós aprendemos que não devemos aceitar nem por força e nem por violência, mas pelo Espírito do Senhor dos Exércitos. E eles querem nos obrigar a seguir o islamismo, usando justamente a força e a violência, e Jesus nos permitiu escolher por amor. Nós jamais negaremos a Cristo por causa deles", conclui Masih.
 Fonte: https://www.portasabertas.org.br/

2 comentários:

  1. Paz irmã!
    Vou repassar esse post em meu blog, ok? Deixarei o link nos crédito.
    Abraços
    Ezequiel Domingues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão fique a vontade para repassar o que quiser, os créditos são do Blog http://vivendopelafe-tinadejesus.blogspot.com e a Fonte é: https://www.portasabertas.org.br/ tenho autorização por e-mail para postar notícias da Agência Portas Abertas Brasil, sempre colocando a fonte, Deus o abençoe...

      Excluir

SEJAM BEM VINDOS EM NOME DO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO!!!

O SEU COMENTÁRIO, É MUITO IMPORTANTE PARA APERFEIÇOAR ESTE BLOG...TINA DE JESUS - ERNESTINA P. REIS...

Postagens populares; Aqui você encontra as postagens mais lidas de cada mês, Seja bem vindo(a)

link-me: ajude-me divulgar trabalho de Missionários(as) e agências de Missões do Brasil e no Mundo